Menu

Curta nossa programação...

Formação de equipes na rádio: como vencer esse desafio?

06 ABR 2017
06 de Abril de 2017

Formar uma equipe para desenvolver qualquer função não é algo tão simples como parece.

Não basta juntar uma certa quantidade de pessoas...

É preciso ir mais além...

E se falando em rádio o bicho pega...

Não basta ser profissional de rádio, é preciso vestir a camisa...

E se tratando de rádios menores, como as comunitárias, a situação requer muito mais criatividade nessas horas.

Segue texto de Bruno Faria via Teletronix, que aborda bem o tema. Lembrando que mesmo que nossa condição esteja longe de alcançar este patamar, as informações servem de orientação para criarmos caminhos viáveis.

Bartolomeu Fernandes

* 20 de março de 2017 por Bruno Faria – via Teletronix

Quando se pensa na formação de equipes na rádio, não demora muito para esbarrarmos em questões como qualificação profissional, técnica, experiência e o perfil que queremos para a emissora.

Para um gestor, é um desafio recorrente ter que selecionar novos profissionais para a rádio e criar um time entrosado e altamente produtivo. Afinal de contas, o sucesso da emissora, tanto em termos de audiência quanto em faturamento, dependerá do desempenho e da motivação do seu staff.

A seguir, você verá algumas dicas para montar uma equipe qualificada e preparada para alavancar os resultados da sua rádio. Fique conosco!

Consulte a experiência dos candidatos

O primeiro ponto a ser considerado é, naturalmente, o histórico dos candidatos a uma vaga em sua rádio. Ter algum tipo de formação profissional (graduação ou técnica) nas áreas designadas e, principalmente, experiência em rádio são fatores que contam bastante a favor de qualquer profissional.

Caso os candidatos já carreguem alguma experiência passada em outras emissoras, vale a pena solicitar seus portfólios ou até mesmo entrar em contato com seus ex-chefes. Enfim, quanto mais recomendado o profissional for, mais capacitado para o cargo ele estará.

Avalie suas capacidades técnicas

Mais do que um portfólio e um currículo, é bom fazer alguns testes com os candidatos. Independentemente se as vagas são para locutores, jornalistas, publicitários ou secretárias, o importante é conferir, in loco, se eles apresentam as competências informadas previamente.

Você pode propor, por exemplo, um período de testes para novos repórteres e avaliar suas capacidades de seleção, apuração, redação e transmissão da notícia.

Analise o comportamento dos profissionais

Profissionais bem qualificados não são apenas os com boas referências e competências, eles precisam agregar valores que venham a somar em sua equipe atual.

E isso tem a ver com os aspectos comportamentais dos candidatos. Aqueles que reúnem características como colaboração, comunicação clara, iniciativa e vontade de aprender são os mais indicados para compor o time da sua rádio.

Pense na diversidade de perfis em sua rádio

É comum ver muitos gestores optarem por escolherem profissionais com o perfil parecido com o seu. Não que isso seja algo ruim, mas criar um grupo muito homogêneo pode dificultar a proliferação de novas ideias dentro da rádio.

Portanto, busque formar uma equipe com funcionários que se complementem em vez de apenas somarem competências parecidas. E isso vale para as diferenças culturais, de formação, de visão de negócios etc.

Transmita as missões, valores e objetivos para a equipe

Uma boa maneira de administrar as diferenças de sua equipe é unindo seus colaboradores em torno da cultura organizacional da sua rádio.

Por isso, assim que um novo staff é formado, é fundamental repassar suas missões (os propósitos da sua emissora), valores (princípios éticos e morais da rádio) e objetivos (metas de negócio para um determinado período).

Invista em treinamentos para os novos colaboradores

Uma boa gestão de rádio também passa pela capacitação e atualização dos seus funcionários. A ideia é não deixar que eles se acomodem após a contratação e mantenham o alto nível em seu trabalho.

Além do mais, é tendência as rádios trabalharem com equipes reduzidas e multitarefas. Logo, quem chega na emissora precisa se preparar para lidar com outras funções que possam vir a ser designadas.

São diversos os critérios e estágios utilizados para formar uma equipe produtiva para a sua rádio. De fato, pode ser difícil cumprir todas essas etapas, mas o balanço que esse alinhamento entre currículo, comportamento, time, objetivos e capacitação gera é fantástico. Assim, melhor será para os seus ouvintes, anunciantes e, principalmente, para a sua emissora.

Então, como tem sido o processo de formação de equipes na rádio em que você atua? 

Voltar

Rádio Esperança FM – Jaboatão dos Guararapes – PE   / (81) 3481-0007

Tenha você também a sua rádio